EJA: por uma aprendizagem significativa


 

Professor Jorge Teles apresentou formas de melhorar a efetividade da educação de jovens e adultos

As estratégias para uma utilização efetiva das tecnologias na educação foram o fio condutor da palestra “Aprendizagem Significativa no Contexto da Educação de Jovens e Adultos”. O encontro foi realizado na manhã da sexta-feira (20/09), em um lotado auditório do Congresso de Tecnologia na Educação. Para muito além da EJA, o professor Jorge Teles, deu dicas valiosas para potencializar a utilização das novas ferramentas educacionais em sala de aula.

Um dos principais pontos abordados na palestra foi a questão do respeito às múltiplas inteligências. “Quando falamos de EJA, falamos de diferentes contextos. O que é melhor é aquilo que contribui mais para a aprendizagem – nem tudo é quadro e giz, nem tudo é aula invertida, nem tudo é laboratório”, destacou Jorge Teles. Nesse contexto, o professor sublinhou a necessidade de avaliar bem qual será a tecnologia usada, de acordo com cada realidade, e de não usar as ferramentas com fim em si mesmas, e sim como meios de facilitar o aprendizado dos estudantes.

Outro ponto fundamental para a discussão foi a necessidade da chamada Transposição Didática, a contextualização do saber, para que o aluno leve os conhecimentos para além da escola. “A EJA não é só pegar um diploma. É um processo transformador. O aluno tem que levar (os conhecimentos) para a vida. Na tecnologia não é diferente. Conheço alunos que sabem usar um computador na escola, mas não sabem usar um caixa eletrônico”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *