Prêmio Educador Josias Albuquerque e Denilson Shikako marcam encerramento do Congresso de Tecnologia na Educação

Cerimônia presidida por Bernardo Peixoto foi realizada no auditório principal do Centro de Convenções do Senac Caruaru

Terminou nesta sexta-feira (20) a primeira edição do Congresso de Tecnologia na Educação realizada no interior de Pernambuco. O Centro de Convenções do Senac em Caruaru recebeu um público superior a mil pessoas nos três dias de evento. Bernardo Peixoto, presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, agradeceu a todos os patrocinadores, apoiadores e, principalmente, aos educadores de 24 estados do país que estiveram presentes: “todos merecem ser valorizados porque dão aos alunos e alunas o que têm de melhor, que é o conhecimento”, ressaltou. Também agradeceu à prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, pelo empenho em colaborar com a vinda do Congresso para a Capital do Agreste.

O momento de maior emoção da solenidade foi a exibição de um vídeo em homenagem ao professor Josias Albuquerque, ex-presidente do Sistema Fecomércio, que faleceu em fevereiro deste ano e foi o idealizador do evento, com depoimentos de amigos, companheiros das instituições do Sistema e da esposa, com quem viveu por mais de 60 anos, D. Erotildes Gomes de Albuquerque. “Josias me ensinou a bondade, a generosidade, a ter uma postura positiva diante das dificuldades. Eu começaria tudo de novo ao lado dele. Hoje, sou uma pessoa melhor por ter convivido tantos anos com ele”, relembrou D. Tide, como é conhecida.

Em seguida, foi entregue o Prêmio Educador Josias Albuquerque que tem como objetivo homenagear professores, educadores, empresários e lideranças que contribuem com os avanços e o desenvolvimento da educação em Pernambuco. O professor Arnaldo Mendonça, que coordenou o Congresso Internacional de Tecnologia por mais de 10 anos, foi o primeiro agraciado com o prêmio.

Para encerrar com chave de ouro a primeira edição do Congresso no interior do estado, Denilson Shikako, empreendedor e idealizador da Fábrica da Criatividade, sediada em São Paulo, palestrou sobre o tema “Criatividade na Escola”. Em uma hora e meia, ele destacou a importância da atividade de criar para a mudança de percepção. “O professor, como qualquer outro profissional, precisa ter prazer no que faz, ver significado no que faz e se engajar no que faz. Assim, a criatividade promove transformações incríveis. E o incrível tem que ser planejado”, explicou. E pontuou que para que o diferencial na escola precisa ser pensado e uma história de inovação deve ser uma história própria da pessoa. “É a partir dessa premissa que se cria o “Fator UAU!”, aquilo que você cria e que causa impacto nas pessoas”.

O evento proporcionou aos participantes muitas percepções positivas. “Os termos propostos promoveram um crescimento sem limites. Tudo foi muito válido e de grande importância para os educadores, gestores e todos os que trabalham com educação no nosso país”, destacou Marizalva Maria de Souza Andrade, gestora da Escola Coronel Manoel Caetano, que fica na Usina Cruangi, no município de Timbaúba. “Foi um Congresso que trouxe temáticas muito importantes para a reflexão da educação atual. Todos os que participaram deste evento saem daqui muito mais conscientes da sua missão quanto educadores e com muita bagagem para ser aplicada em sala de aula, fazendo com que o processo educativo seja mais atrativo para os educandos”, frisou Marcos Prazeres, professor em João Alfredo e Surubim.


Texto: Lindalva Coelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *